Publicado em 14/01/21 às 19h05

Nota da Sociedade Amazonense de Terapia Intensiva – falta de oxigênio no sistema de saúde do estado do Amazonas

NOTA À SOCIEDADE E À IMPRENSA  

Manaus, 14 de janeiro de 2021

A tragédia instalada no sistema de saúde no atual momento, dentro do estado do Amazonas, é causada principalmente pelos seguintes fatores:

  1. Falta planejamento e responsabilidade dos gestores, que não se prepararam com leitos, insumos, recursos humanos para uma possível segunda onda;
  2. Grande parte da população que não respeitou as medidas básicas, que foram exaustivamente informadas à população: uso de máscaras de proteção, higienização das mãos e o distanciamento social. 

A superlotação das emergências e UTI, da cidade de Manaus, já instalava uma situação de caos. E a falta de oxigênio que aconteceu em unidades hospitalares, somado à perspectiva de acabar nas demais unidades, tornou o cenário ainda mais trágico. 

A COVID-19, nas formas moderadas e graves, como todos vem acompanhando, compromete os pulmões e o suporte com oxigênio é vital nesse momento. Mesmo com maior esforço possível dos médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, técnicos de enfermagem e demais membros das equipes multiprofissionais em todos os hospitais de Manaus, não há como salvar vidas com a falta do oxigênio. Sem o insumo, a maior parte dos doentes hospitalizados (e muitos em casa) irão morrer, independentemente da presença do médico e demais profissionais. 

Insistimos para que a população faça sua parte: mantenha os cuidados já estabelecidos, higienize sempre as mãos, use a máscara de proteção e, o mais importante, evite aglomeração.

Adriano Medina Matos
Diretor Presidente
Sociedade Amazonense de Terapia Intensiva

  • Associados: (11) 96663-9614
  • Cursos: (11) 99168-4391
55 11 5089-2642
Rua Arminda, 93, sétimo andar – Vila Olímpia São Paulo, SP CEP: 04545-100