Projeto AMIB Adota inicia trabalhos em Rondônia

O projeto AMIB Adota selecionou a Unidade de Terapia Intensiva do Hospital João Paulo II, de Porto Velho (RO) para o início de suas atividades. Os profissionais da AMIB atuarão em conjunto com a equipe da Unidade de Terapia Intensiva a fim de melhorar os seus resultados nos próximos 12 meses e a primeira reunião aconteceu entre os dias 21 e 22 de novembro.

“O primeiro encontro foi muito positivo, o destaque é a enorme motivação da equipe para participar do projeto. Temos também o compromisso da direção do hospital e da Secretaria de Saúde de Rondônia”, explicou o Dr. Ederlon Rezende, coordenador do projeto.

O objetivo do primeiro encontro foi para apresentar o projeto à equipe e fazer o diagnóstico inicial. O projeto agora está na fase de análise, que vai servir de apoio ao planejamento.

Ações iniciais já estão em curso. “Temos agendado para 25 e 26 de janeiro o primeiro treinamento da equipe com o curso UTI de Alta Performance”, afirmou o Dr. Ederlon. Além disso, haverá discussão de casos clínicos com a equipe por meio de videoconferência para o aprimoramento técnico.

“Estamos muito entusiasmados com a escolha da UTI selecionada para o AMIB Adota. Temos certeza de que se trata de uma unidade que vai se beneficiar muitíssimo do projeto e a equipe da UTI está também muito motivada. Já fomos a Porto Velho e realizamos uma visita para análise técnica inicial, além de encontros com a diretoria do hospital e os líderes da UTI a fim de definir as prioridades e estabelecermos a agenda das atividades. Essas reuniões foram bastante produtivas e nelas percebemos nitidamente a motivação e o entusiasmo da equipe. Todos os membros, assim como os diretores e líderes da UTI, se mostraram empolgados com a perspectiva.” declarou o Diretor Presidente da AMIB, Dr. Ciro Leite Mendes. ​

“Achei um pontapé melhor que a expectativa, tanto da parte da administração do hospital, da secretaria, quanto do empenho da equipe da UTI”, afirma Dr. Franklin Almeida Lima, diretor técnico do hospital. “Eles se sentiram valorizados e estão com todo gás para colocar o programa para frente. O que faltava era esta motivação. Vindo da AMIB, valoriza mais ainda”.

A expectativa, para ele, é que o projeto AMIB Adota coloque a UTI do Hospital João Paulo II e pé de igualdade com as UTI da rede particular do estado.​