Publicado em 09/08/18 às 11h18

Profissionais de saúde são treinados para atuar em catástrofes e desastres

Profissionais da Terapia Intensiva são treinados para atender eventos catastróficos com múltiplas vítimas, tanto de fenômenos naturais quanto causados pelo homem. A capacitação acontece através do curso Fundamentos para Gerenciamento de Catástrofes (FDM), que ocorre neste sábado (11) em São Paulo, com o objetivo de preparar as UTI e os hospitais para melhor atenderem esses cenários.  

Em um evento com múltiplas vítimas, seja um acidente de avião, desabamento, epidemia ou acidente químico ou biológico, a demanda por atendimento em poucas horas se torna excessivamente maior que a capacidade habitual. Por isso os profissionais precisam estar preparados para atuarem de maneira racional e planejada visando salvar o maior número de vidas, mesmo em situações extremas de contingência.

O coordenador do curso e médico intensivista Édino Parolo menciona que em situações catastróficas sempre deve-se ter um centro de comando para organizar a resposta e alocar as vítimas nos hospitais mais adequados. Ainda assim, muitas pessoas podem se dirigir espontaneamente para as unidades de saúde mais próximas. Dessa forma, todos os hospitais de uma região atingida devem estar preparados para colocar em prática seus planos de contingência.

“Os planos de contingência devem levar em conta riscos prováveis de cada localidade e otimizar os recursos disponíveis. É necessário adaptar rapidamente o espaço e a equipe assistencial para ampliar a capacidade de atendimento. Além de muito planejamento, é fundamental que os planos sejam testados em treinamentos simulados para preparação de toda a equipe da instituição”, comenta o médico.

A parte prática do curso FDM consiste em demonstração e manuseio de equipamentos de barreira contra agentes químicos e biológicos de alto risco, incluindo simulação de procedimentos clínicos nessas condições; demonstração e simulação do uso de ventilação mecânica em ambiente fora da UTI; e, por fim, discussão guiada dos aspectos técnicos e éticos da triagem de vítimas em diferentes cenários de catástrofes.

“As UTIs e os hospitais brasileiros precisam estar sempre preparados para situações com múltiplas vítimas, tanto por fenômenos naturais, quanto não-naturais, como incidentes industriais ou causados pelo crescimento desordenado das cidades. Para isso tanto os profissionais da assistência quanto os gestores devem se qualificar para agir prontamente e aumentar a chance de salvar mais vidas”, finaliza Dr. Parolo.

Fundamentos para Gerenciamento de Catástrofes (FDM)

O curso é uma formação de imersão da Sociedade Norte-Americana de Medicina Intensiva (SCCM), franqueado no Brasil para Associação de Medicina Intensiva Brasileira (AMIB), e combina sessões didáticas com treinamentos práticos.

Local: Sede da AMIB, São Paulo
Rua Arminda, 93 – 7º Andar – Vila Olímpia

Data: 11 de agosto, 7h às 18h

Público alvo: médico e multiprofissional

Inscrições: Online através do link: http://www.amib.org.br/formacao/educacao-continuada/cursos/fdm/

55 11 5089-2642
Rua Arminda, 93, 7 andar Bairro: Vila Olímpia Cidade: São Paulo Estado: São Paulo CEP: 04545-100