Publicado em 26/09/18 às 17h50

Grandes nomes da medicina intensiva mundial participam do AMIB-ESICM Symposium

Os médicos intensivistas brasileiros tiveram a oportunidade de assistir, nos dias 22 e 23 de setembro, ao AMIB-ESICM Symposium. O evento foi realizado pela Associação de Medicina Intensiva Brasileira, em parceria com a Sociedade Europeia de Medicina Intensiva, e abordou grandes temas da Monitoração Hemodinâmica Avançada e da Ventilação Mecânica.

Entre os assuntos, destacaram-se as discussões sobre o que há de novo e qual será o futuro da monitoração hemodinâmica e da ventilação mecânica. Além disso, foram abordados temas como desmame, ciborgues na UTI do futuro, uso de subfenótipos e novos vasopressores e inotrópicos.

“Foi um evento muito bem organizado. Tivemos uma participação expressiva de membros das duas sociedades organizadoras e acredito que essa colaboração está sendo extremamente efetiva. O produto final está sendo muito apreciado pelos participantes”, comentou Massimo Antonelli, membro do comitê organizador de Ventilação Mecânica.

“Acredito também que se trata de um encontro para replicarmos no futuro, pois estamos acertando na fórmula. O maior benefício dessa experiência de troca é, fundamentalmente, a aplicabilidade do que foi aprendido à beira leito”, disse o intensivista italiano.

Além disso, foram discutidas as limitações de medidas únicas na prática médica, a individualização da terapia, além de alternativas ao uso de processos e procedimentos debatidos para UTIs com poucos recursos. Ao final do dia, convergência entre temas e prática em modelo experimental marcaram o evento.

“O simpósio tratou tanto de métodos invasivos quanto de minimamente invasivos, o que é bastante interessante. Não tenho o que falar do nível dos palestrantes, são os maiores nomes em âmbito mundial, o que superou todas as expectativas. Atuo em uma UTI de Porto Alegre e valeu a pena ter vindo de longe!”, comentou o participante Gustavo Guerrero.

“A realização de eventos como o AMIB-ESICM Symposium é muito importante, pois é uma maneira diferente de expor os temas. Tivemos grandes especialistas da AMIB e da ESICM explorando dois dos mais importantes aspectos da terapia intensiva, e vejo esse tipo de discussão como uma oportunidade única para os médicos brasileiros”, comenta Dr. Daniel de Backer, intensivista belga e participante do comitê organizador de Monitoração Hemodinâmica Avançada.  

O presidente da AMIB endossou a percepção dos coordenadores. “Estamos extremamente realizados em sediar um evento de tal dimensão no País. O comitê organizador realizou um excelente trabalho, trazendo para a agenda e debatendo profundamente os assuntos mais pertinentes aos temas. Outro ponto alto do simpósio foi a participação massiva dos profissionais presentes, que demonstraram grande compreensão do tema e enriqueceram o debate” finaliza Dr. Ciro Leite Mendes.

1/10
carregando...
carregando...
carregando...
carregando...
carregando...
carregando...
carregando...
carregando...
carregando...
carregando...
1/10
carregando...
carregando...
carregando...
carregando...
carregando...
carregando...
carregando...
carregando...
carregando...
carregando...
55 11 5089-2642
Rua Arminda, 93, sétimo andar – Vila Olímpia São Paulo, SP CEP: 04545-100