Publicado em 01/12/18 às 17h30

CBMI 2018 chega ao fim: Confira os principais acontecimentos do congresso

O XXIII Congresso Brasileiro de Medicina Intensiva chegou ao fim. Foram três dias de intensa programação científica, com mais de três mil participantes, 260 palestrantes, além de cursos pré-congresso, presença da indústria e apresentação de trabalhos.

“O congresso foi um sucesso de crítica, os convidados estrangeiros absolutamente fascinados com nosso evento, elogiando muito a qualidade científica, das apresentações e dos apresentadores. O público de intensivistas me deu um feedback muito positivo, todos eram só elogios e esperamos continuar mantendo o mesmo nível de qualidade nos próximos anos” comentou Dr. Ciro Leite Mendes, presidente da AMIB.

Confira os destaques do evento:

Choosing Wisely: Lançamento das 5 recomendações para a terapia intensiva

A AMIB também lançou na manhã do primeiro dia as cinco recomendações da campanha Choosing Wisely. A campanha foi lançada com o objetivo de conscientizar as especialidades médicas de que o uso de determinados procedimentos pode ser desnecessário e até mesmo maléfico para o paciente.

Participaram Dr. Ederlon Rezende, coordenador da iniciativa, Dr. Ciro Leite Mendes, presidente da AMIB e, apresentando as recomendações, os intensivistas Dr. Alvaro Rea Neto, Dra. Mirella Cristine de Oliveira, Dr. Marcos Knibel, Dr. Nelson Akamine e Dr. Cristiano Franke, além de mais de 100 ouvintes. Confira as recomendações:

  1. Não usar ou manter antibióticos desnecessariamente
  2. Não usar sedação excessiva
  3. Não manter o paciente imobilizado no leito, desde que não haja indicação precisa
  4. Não utilizar ou manter dispositivos invasivos desnecessariamente
  5. Não oferecer suporte avançado de vida a pacientes que não tenham
    possibilidade de recuperação

Para saber mais, entre no portal criado para o assunto, onde é possível conferir detalhes sobre as recomendações e metodologia empregada, além de baixar materiais sobre a iniciativa.


Trabalho em equipe

O trabalho em equipe foi destacado tanto nas falas dos palestrantes, sobre a significante contribuição no desfecho do paciente crítico, quanto na execução do congresso.

“Para educar meus filhos, eu gostaria de um professor de história, um professor de inglês, vários professores com diferentes competências que darão uma visão do todo. Na UTI é a mesma coisa” destaca o convidado americano Jeremy Kahn, sobre a importância da abordagem multidisciplinar nos desfechos.

Diversos trabalhos e conferências foram apresentados no sentido de esclarecer que o trabalho integrado entre a equipe traz maior qualidade ao atendimento, diminui burnout, traz mais efetividade no trabalho e melhora o relacionamento com paciente e familiares.

Na AMIB não é diferente, os profissionais de apoio e a comissão organizadora do evento trabalharam em equipe, como ressalta o presidente do congresso, Dr. Jorge Luis Valiatti: “Chegamos ao fim do 23º CBMI, que eu considero um evento de muito sucesso, com uma equipe que trabalhou muito tanto na parte física do evento quanto no planejamento, sempre muito unida. Agradeço especialmente à Dra. Flávia Machado, que dividiu a responsabilidade da presidência comigo – o que não é usual – mas considero que fizemos juntos um grande trabalho”.

Programação

A programação científica do CBMI contemplou as discussões mais emergentes da terapia intensiva.

“Todos elogiaram bastante a estrutura do evento e, principalmente, o conteúdo científico, as atividades inovadoras que desenvolvemos - como o círculo - e a forma como a grade foi feita: com boa distribuição de temas, variedade e cercando os principais temas da terapia intensiva. Os speakers foram muito elogiados, com grande contribuição realizada tanto pelos que vieram do exterior quanto do Brasil e acredito que conseguimos fazer um evento de grande sucesso. Não tenho dúvidas que faremos um ainda melhor no próximo ano!” comemora Dra. Flavia Machado, uma das presidentes do CBMI e diretora científica da AMIB.

Convênio com projeto HU-CI

O ano de 2019 trará novidades. A AMIB acaba de firmar convênio com o projeto HU-CI – Humanizando los cuidados intensivos. A reunião aconteceu no segundo dia de congresso e contou com os idealizadores espanhóis e com a diretoria da Associação.

 “Estamos há cerca de um ano e meio estudando uma maneira de trazer a iniciativa para a AMIB, a fim de engrandecer o que já é realizado no País. Temos presença em 25 países, mas consideramos o Brasil um desafio a parte por sua dimensão. Ainda assim, tenho certeza que a AMIB, que já faz um trabalho muito forte, conseguirá levar essa discussão para todas as unidades de terapia intensiva brasileiras” comemorou Gabriel Heras, idealizador do projeto.

Desafios

“Estamos formando médicos para coordenar, para poder gerir uma unidade de terapia intensiva e que possa treinar a sua equipe. Para tanto, buscamos as boas práticas em terapia intensiva” ressaltou Dr. Alvaro Réa-Neto, presidente da comissão de formação do intensivista em reunião aberta sobre centros formadores que aconteceu no evento.

A fala do médico destaca uma série de desafios que as unidades e, principalmente os profissionais de terapia intensiva enfrentam em seu dia a dia: são dificuldades estruturais, de gestão, desafios tecnológicos e de patologias com difícil melhora no desfecho, além do envelhecimento da população e reflexões sobre como a UTI pode se tornar um espaço que contemple todos esses desafios.

É, para tanto, que servem espaços como o CBMI e outros espaços de formação. Para discussões embasadas em dados e experiências, a fim de contornar os principais desafios da prática médica.

Desde 2011 que eu participo do CBMI e estou achando essa edição muito interessante. Gostei da modalidade círculo, pois é bastante interativa e, claro, do evento como um todo. Os temas abordados são muito importantes principalmente para intensivistas que, como eu, são de outros Estados, pois trata-se de uma oportunidade única de atualização” comentou Caubi Medeiros, intensivista titulado pela AMIB do Piauí, que apresentou um trabalho científico no painel.

CBMI 2019

O CBMI 2019 já tem data e local: acontecerá em Fortaleza, entre os dias 7 e 9 de novembro. Programe-se: http://www.amib.org.br/cbmi2019/



1/6
carregando...
carregando...
carregando...
carregando...
carregando...
carregando...
1/6
carregando...
carregando...
carregando...
carregando...
carregando...
carregando...
55 11 5089-2642
Rua Arminda, 93, sétimo andar – Vila Olímpia São Paulo, SP CEP: 04545-100