Publicada em 22/07/2015 às 12h13

Mundial de Terapia Intensiva de 2017 será no Rio de Janeiro!

O ano era 2011, a cidade Cartagena de Índias, Colômbia, um dos lugares mais bonitos do mundo, tão bem descrito pelo escritor Gabriel Garcia Márquez em seus romances. Naquele ano, Cartagena recebeu membros da World Federation of Societies of Intensive and Critical Care Medicine para sua reunião. Na agenda, estavam as apresentações de sociedades para sediar o Congresso Mundial de 2015 e 2017.

O Brasil apresentou a cidade do Rio de Janeiro para sediar a edição de 2017. A defesa ficou sob a responsabilidade do médico intensivista Dr. Álvaro Réa-Neto (PR), que durante dez minutos mostrou toda a beleza da Cidade Maravilhosa e a infraestrutura que já estava sendo preparada por conta dos dois grandes eventos mundiais que aconteceriam em nosso país: Copa do Mundo, em 2014; e Olimpíadas, que será no próximo ano.

Em uma primeira fase, o Rio de Janeiro concorreu com Havaí (EUA), Istambul (Turquia), Praga (República Tcheca), Sidney (Austrália) e Dubai (Emirados Árabes). Ficaram para a segunda fase o Rio de Janeiro e Istambul. Resultado final: Rio de Janeiro, Brasil.

Confirmada a conquista, definiu-se a data: de 8 a 11 de novembro de 2017. O grande evento acontecerá simultaneamente ao XXII CBMI – Congresso Brasileiro de Medicina Intensiva. Para presidir o Mundial, Dr. Álvaro Réa-Neto (foto à dir.), e o CBMI, Dr. Ricardo Lima (RJ) (foto à esq.).

Algumas reuniões já aconteceram. Uma delas ocorreu em junho desse ano, em São Paulo, e contou com a participação do presidente da WFSICCM, o professor Jean-Louis Vincent (BEL). “A nossa especialidade evoluiu consideravelmente ao longo dos anos. Os cuidados intensivos dentro de um hospital cobrem uma gama muito ampla de assuntos, por isso reuniões e congressos se fazem necessários. A medicina intensiva praticada no Brasil acompanhou essa evolução, por isso os seus encontros são tão ricos. Um dos grandes exemplos é o CBMI, do qual participo há alguns anos, e que tem apresentado grandes palestras e sido reconhecido como um dos mais importantes encontros do mundo”, disse Dr. Vincent.

O médico belga acrescentou que o Mundial de 2017 será sua última atividade à frente da presidência da Federação, já que na ocasião acontecerá a eleição para a próxima gestão. “Não tenho dúvida que será um grande evento e reunirá os nomes mais importantes da terapia intensiva internacional e do Brasil, tanto na plenária como na plateia, o que possibilitará a troca de conhecimentos, tão essencial para a melhor prática da nossa especialidade.”

“Nesse momento, estamos definindo a infraestrutura do nosso evento. Esse é o primeiro passo. Mas também estamos identificando alguns nomes internacionais”, contou o presidente do Congresso Mundial de Terapia Intensiva de 2017, Dr. Álvaro Réa-Neto. O médico disse que a programação científica será pensada em conjunto com o CBMI.

Dr. Ricardo Lima, presidente do XXII CBMI, disse que o Mundial engrandecerá o evento nacional da AMIB e que a expectativa é receber na cidade do Rio de Janeiro perto de seis mil participantes. “A nossa cidade está preparada para esse grande momento. Estamos buscando o melhor local para comportar um evento desse porte. A definição da grande científica será um processo casado e, com certeza, trará grandes novidades aos nossos participantes, que virão de diferentes partes do mundo”, finalizou.

Comentários

Conteúdo Relacionado

+55 11 5089-2642

AMIB 2012 Todos os direitos reservados

Convergence Works