Publicada em 07/08/2017 às 17h36

AMIBNET realiza pesquisa sobre interdisciplinaridade e multiprofissionalismo na Medicina Intensiva

Avaliar a aderência à interdisciplinaridade e ao multiprofissionalismo nos Médicos Intensivistas no Brasil. Este é o objetivo da pesquisa da AMIBNET, coordenada pelo Dr. Lucas Ferraz, que está em fase de coleta de dados via questionário online para todos os médicos que atuam em ambientes de Terapia Intensiva no Brasil.

 

Segundo Dr. Ferraz, o ensino médico vem evoluindo ao longo do tempo, a partir de novas diretrizes curriculares cuja característica principal é incorporar novos avanços da educação médica. “Alguns deles são a inserção de disciplinas a distância, reestruturação do internato, ampliação da saúde mental e saúde coletiva, tutorias multidisciplinares e atividades em língua estrangeira, entre outras que contemplam a valorização da multiprofissionalidade”, detalha. 

 

Ele explica que, além disso, a Unidade de Terapia Intensiva é constituída por um ambiente que envolve sentimentos e emoções atrelados à uma vasta bagagem técnico-científica e à uma equipe multidisciplinar que trabalha em auxílio mútuo, para um melhor resultado em prol da saúde.

 

“A falta de compromisso de algum profissional da unidade é tão impactante que pode trazer prejuízos comparáveis à carência dos recursos tecnológicos; afastando o binômio paciente/família da equipe multiprofissional e, assim, descaracterizando o cuidado como ação humana. Relatos revelam que um dos principais fatores causadores de stress para a equipe multiprofissional é a própria equipe. Esse fato é decorrente do baixo nível de comprometimento de alguns membros da equipe, o que interfere negativamente na qualidade da assistência prestada ao paciente”, detalha Dr. Ferraz. 

 

Por tudo isso, frente à importância da atuação interdisciplinar e multiprofissional nos ambientes de terapia intensiva, o objetivo do estudo é avaliar o ponto de vista e o perfil do Médico Intensivista em relação ao trabalho com uma equipe multiprofissional e interdisciplinar. 

 

A coleta de dados do estudo será encerrada após o Congresso Mundial, que acontece em novembro, no Rio de Janeiro. A previsão de conclusão é início de 2018. “É muito importante conseguirmos a adesão de todos os Médicos Intensivistas ao estudo para conseguirmos apresentar dados mais consistentes sobre esse tema. Participem!”, conclui Dr. Ferraz. 

Clique aqui para acessar o estudo sobre interdisciplinaridade.

Comentários

+55 11 5089-2642

AMIB 2012 Todos os direitos reservados

Convergence Works