Publicada em 06/09/2016 às 17h01

13 de setembro: Dia Mundial da Sepse

No Brasil, a sepse é responsável pela ocupação de 25% dos leitos das UTIs, segundo estudo realizado em 2014. Os números relativos à prevalência apontam para 28,1% dos indivíduos internados, sendo que o índice de mortalidade chega a 54,5% dos pacientes.

O dia 13 de setembro foi escolhido como uma data de conscientização e educação sobre a enfermidade. A AMIB reforçou a discussão sobre o tema ao promover a  divulgação dos dados do estudo Sepse 3.0, uma pesquisa realizada por especialistas dos Estados Unidos e Europa, que promoveu uma atualização para a definição destas ocorrências médicas.

O estudo teve como objetivo promover o consenso sobre as definições de sepse e choque séptico e foi coordenado pelo dr. Mervyn Singer, professor de Medicina Intensiva na University College de Londres.

“A sepse tem significados diferentes para médicos diferentes. Os dados americanos não condizem com os brasileiros, que por sua vez não coincidem com os ingleses. Isso se deve à forma como descrevemos nossos pacientes. Quando falamos de choque ou disfunção de órgãos, nem sempre queremos dizer a mesma coisa”, explica Singer.

Para mudar essa realidade, o grupo avaliou quais critérios clínicos identificam pessoas já infectadas ou com maior probabilidade de ter sepse. De acordo com a nova abordagem, a enfermidade deve ser definida como uma disfunção de órgãos com risco de vida, provocada por uma infecção.

O choque séptico, por sua vez, é definido como o subconjunto de casos de sepse, com maior risco de mortalidade, o que está relacionado a profundas alterações circulatórias, celulares e metabólicas.

Campanha de prevenção da infecção nas UTIs

A ação sobre o Dia Mundial da Sepse é parte da campanha permanente sobre prevenção das infecções em UTIs promovida pela AMIB.

Em 2016, a entidade escolheu o tema “Prevenção da Infecção na UTI: Prevenção da Infecção de Corrente Sanguínea Associada a Cateter Venoso Central”, como tema da campanha, que conta com parceria da Anvisa. O principal objetivo é conscientizar profissionais de saúde e a população em geral sobre o problema.

Comentários

+55 11 5089-2642

AMIB 2012 Todos os direitos reservados

Convergence Works